Catálogo de Disciplinas

Alunos especiais (não matriculados ou externos à Unifesp)

Os alunos especiais devem consultar o Catálogo de Disciplinas da Pós-Graduação e entrar em contato com os responsáveis pela disciplina de seu interesse.


Alunos matriculados na pós-graduação stricto sensu da Unifesp (mestrado, doutorado e pós-doutorado)

Os alunos matriculados podem consultar as disciplinas com inscrições abertas no SIIU - Sistema Integrado de Informações Universitárias.

Também é possível consultar a relação geral de disciplinas no Catálogo de Disciplinas da Pós-Graduação.


Inscriçôes em disciplinas pelo SIIU (alunos matriculados no Programa)

Disciplinas do Programa:

  • Acesse o SIIU e faça login com usuário e senha da Intranet;
  • Clique em "SISTEMA DE NOTAS PROPGPQ";
  • Clique em "Portal Discente";
  • Em "Inscrições em disciplinas do programa", "MEDICINA TRANSLACIONAL", clique em "Inscrições abertas";
  • Em "DISCIPLINAS DO PROGRAMA", clique em "Acessar";
  • Para mais informações sobre a disciplina, em "Ações" clique no "ícone de Informações" ou no "ícone da impressora";
  • Para se inscrever, em "Ações" clique em "Inscrever".

 Disciplinas de outros Programas:

  • Acesse o SIIU e faça login com usuário e senha da Intranet;
  • Clique em "SISTEMA DE NOTAS PROPGPQ";
  • Clique em "Portal Discente";
  • Em "Inscrições em disciplinas liberadas de outros programas", clique no "nome da disciplina" de seu interesse;
  • Na parte de baixo da tela, localize "OFERTAS";
  • Para mais informações sobre a disciplina, em "Ações" clique no "ícone de Informações" ou no "ícone da impressora";
  • Para se inscrever, em "Ações" clique em "Inscrever".

Disciplinas obrigatórias no Programa

Cada disciplina é ofertada de maneira distinta, por Departamentos, Setores ou Programas diferentes e cada qual com sua maneira de inscrição.

Não há calendário pré-definido para abertura de turmas.

Clique no nome da disciplina para descrição.

Maiores detalhes, clique na aba "Informações" em cada disciplina.

ANÁLISE ESTATÍSTICA

* Disciplina obrigatória no Programa

Ementa

O foco deste curso é apresentar a estatística como parte do processo da pesquisa científica. Os métodos de análise descritiva e inferencial são introduzidos como ferramentas que auxiliam a compreensão das informações extraídas de pesquisas na área da saúde, bem como a tomada de decisões sobre os problemas apresentados. Com base no conhecimento dos principais conceitos da teoria estatística, o aluno deve ter noções de como planejar, coletar, organizar, resumir e interpretar dados. Deve também compreender o processo de generalização (inferência) dos dados observados em uma amostra, conhecer alguns testes de hipóteses muito utilizados na pesquisa médica e reconhecer a importância em adotar métodos estatísticos adequados para cada situação.

FORMAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM SAÚDE

* Disciplina obrigatória no Programa

Ementa

Caracterização do sistema educacional brasileiro. Reflexão crítica da função docente no ensino em ciências da saúde. Papel docente na formação do profissional de saúde no atual contexto de políticas públicas. Análise e desenvolvimento de planejamento educacional. Estudo de tendências e estratégias pedagógicas no processo ensino-aprendizagem. Problematização sobre diretrizes curriculares nacionais, currículo e desenhos curriculares. Concepções e práticas de avaliação da aprendizagem. Reflexão sobre novas tecnologias nas áreas da educação e da saúde.

GENÔMICA, PROTEÔMICA, LIPIDÔMICA E METABOLÔMICA

* Disciplina obrigatória no Programa

Ementa

A genômica, proteômica, metabolômica envolvem diferentes metodologias que incluem a análise descritiva, estrutural e funcional das moléculas avaliadas. O entendimento e conhecimento dos princípios e técnicas envolvidos na genômica estrutural e funcional, proteômica, metabolômica, estudos de estrutura molecular associados a espectroscopia, microscopia e imunohistoquímica são guiados pela necessidade de interpretar, identificar e quantificar peptídeos, proteínas, hormônios, entre outros compostos biológicos funcionais e também drogas contribuindo para o avanço da pesquisa biomédica e biológica aplicada, permitindo a realização de projetos de pequeno e grande porte, auxiliando no desenho experimental e até na execução futura dos ensaios. Na genômica o conhecimento dos princípios e das técnicas permitirá desenhar, aperfeiçoar e estabelecer reações de polimerização em cadeia (PCR), genotipagem para a detecção de polimorfismos e variantes alélicos. O conhecimento de técnicas de coleta e análise de dados de alta capacidade, tais como microarrays, seqüenciadores, analisadores das interações entre biomoléculas, permitirá o questionamento simultâneo do estado dos componentes de uma célula a qualquer tempo, bem como análise de tecidos. Já na proteômica, a investigação do perfil protéico da doença e também o estudo estrutural e seleção de novas moléculas tornará fácil a identificação das proteínas que podem ser sub ou supra reguladas num determinado modelo experimental. Na análise proteomica são utilizadas técnicas, tais como, focalização isoelétrica, eletroforese bidimensional, revelação dos pontos protéicos e digestão dos mesmos, espectrometria de massa Tof-Tof para identificação dessas proteínas e uso da informática para confirmação em bancos de dados. O clínico poderá utilizar diferentes análises proteômicas nos diferentes estágios do gerenciamento de uma doença, afetando assim a prática clínica com grande impacto para o paciente, incluindo detecção precoce da doença usando análise proteômica de fluidos do organismo; diagnóstico baseado em assinaturas proteômicas como complemento da histopatologia; seleção individualizadas de combinações terapêuticas alvo para um paciente baseado na interação proteína específica-doença; acessar a eficácia terapêutica e toxicidade em tempo real e redimensionamento racional da terapia baseada em mudanças no papel de uma proteína numa determinada doença associada a resistência de uma droga. O perfil metabólico de fluidos biológicos e tecidos (metabolômica) poderá fornecer um panorama da abundância de metabólitos endógenos para complementar a transcriptomica e a proteomica monitorando assim as respostas celulares nas doenças e tratamentos com drogas. A análise da estrutura molecular, espectroscopia, microscopia e imunohistoquímica complementarão a caracterização de novos compostos biológicos fornecendo um impulso vital para o desenvolvimento de novos biomarcadores e auxiliando a nova geração de pesquisadores em área biológica, fornecendo ferramentas para a descoberta de novos biomarcadores e screening de novas drogas candidatas.

SEMINÁRIOS EM PESQUISA E MEDICINA TRANSLACIONAL

* Disciplina obrigatória no Programa

Ementa

Trata-se de Disciplina cujo foco é explorar com os alunos aspectos conceituais e metodológicos fundamentais para o entendimento de pesquisa translacional a partir de modelos biológicos que tiveram percurso de sucesso no desenvolvimento e validação de novas tecnologias em saúde. Neste sentido, através de seminários dos alunos e discussão de artigos, serão abordados temas envolvendo estratégias de caracterização de mecanismos moleculares e celulares de processos patológicos, assim como o aproveitamento destes conhecimentos no delineamento de projetos de pesquisa clínica para a validação de novas tecnologias em saúde. Esta também será a oportunidade de integrar os alunos com a produção científica mais relevante e linhas de pesquisa consolidadas dos diferentes orientadores do programa.

BIOÉTICA

* Disciplina obrigatória no Programa para alunos graduados em Medicina

Ementa

Ementa:
Fundamentação filosófica da Bioética. Pluralismo social e os limites da vida humana. O papel do docente na formação ético-moral do profissional de saúde. Problematização da Biotecnociência. Reflexão crítica sobre os conflitos éticos da pesquisa clínica. O olhar da Bioética para o exercício das profissões da saúde e os direitos dos pacientes.
Conteúdos:
Ética e Moral. Principais correntes de fundamentação da moral (Ética das Virtudes, Deontologia, Utilitarismo, filósofos da suspeição). O surgimento da Bioética. Bases conceituais da Bioética. Os “Princípios da Ética Biomédica” (Não-maleficência, Beneficência, Respeito à Autonomia e Justiça).
Estatuto moral do embrião. Abortamento. Reprodução Assistida. Diagnóstico Pré-implantação. Células-tronco embrionárias.
Conceito de morte. Estado Vegetativo Persistente. Eutanásia, Ortotanásia e Distanásia. Cuidados paliativos.
Função docente. A promoção dos aspectos afetivo e cognitivo do comportamento moral de estudantes e profissionais de saúde.
Ciência, tecnologia e o paradigma biotecnocientífico. Organismos Geneticamente Modificados. Quimeras. Aprimoramento humano (human enhancement).
Uso de animais no ensino e na pesquisa em saúde. Conflitos éticos da investigação científica com seres humanos (uso de placebo, acesso pós-estudo, conflitos de interesse, vieses das publicações científicas, double standard etc.).
Bioética clínica. Direitos do paciente (privacidade, veracidade, escolha, cuidados com a saúde). Uso das redes sociais pelos profissionais de saúde.

SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS: ASPECTOS AMBIENTAIS E OCUPACIONAIS (ON-LINE)

* Disciplina obrigatória no Programa para alunos que tem atividades em laboratórios

Ementa

Ementa: Curso oferecido em ambiente virtual, na plataforma moodle, pelo Departamento de Gestão e Segurança Ambiental em parceria com a Secretaria de Educação a Distância da Unifesp. Conteúdo programático: 1) APRESENTAÇÃO E AMBIENTAÇÃO (3 horas). O que faremos no curso? Qual é o cenário da Unifesp? Informações sobre estrutura, carga horária e notas. Conhecendo um pouco a gestão ambiental na Unifesp. Questionário - perfil do(a) estudante. 2) MÓDULO PRINCÍPIOS DE SEGURANÇA OCUPACIONAL E DE BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO (BPL) (18 horas). Glossário. Segurança do trabalho. Princípios das boas práticas laboratoriais. Equipamentos de proteção coletiva e equipamentos de proteção individual. Vidrarias e outros equipamentos e utensílios de laboratório. Princípio de incêndio: prevenção e combate. Como interpretar as informações sobre produtos químicos? Ficha de informações de segurança de produtos químicos (FISPQ). Questionário - BPL e tipos de risco. 3) MÓDULO BIOSSEGURANÇA (18 horas). Princípios de biossegurança. Processos de descontaminação e esterilização. Ética em experimentação animal. Transporte de material biológico. Proteção radiológica. Organismos geneticamente modificados. Glossário. Questionário - biossegurança. 4) MÓDULO GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS (18 horas). Glossário. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Resíduo x rejeito, hierarquia de gestão, geradores, aspectos da Lei de Crimes Ambientais. Resíduos de serviços de saúde (RSS). Gerenciamento de resíduos potencialmente infectantes. Gerenciamento de resíduos perfurocortantes. Gerenciamento de resíduos químicos. Erros frequentes. Videoaula - incompatibilidades químicas. Compatibilidade e incompatibilidades entre grupos de substâncias. Questionário - resíduos. 5) AVALIAÇÃO FINAL (3 horas). Questionário - avaliação final. Avaliação do curso pelos(as) alunos(as).

PAD - PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO

* Disciplina obrigatória no Programa para doutorandos bolsistas CAPES

Ementa

Ementa: O PAD é um Programa Institucional que atende a política de formação docente de pós-graduandos regularmente matriculados em Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da Unifesp. Esta iniciativa é resultado da interlocução entre as Pró-reitorias de Graduação e de Pós-graduação e Pesquisa.

Entende-se que o aprender a “ser professor” implica em desenvolver competências que vão além do domínio de conteúdo, logo é necessário fundamentação teórica articulada às atividades práticas

Além disto, parte-se do princípio de que este preparo não se limita apenas a instrumentação técnica, mas também exige a reflexão crítica sobre a prática docente.


Disciplinas oferecidas pelo Programa

Clique no nome da disciplina para descrição.

Maiores detalhes, clique na aba "Informações" em cada disciplina.

ALVOS MACROMOLECULARES: ASPECTOS FARMACOLÓGICOS, TOXICOLÓGICOS E SUAS RELAÇÕES COM AS ESTRUTURAS QUÍMICAS DE FÁRMACOS

Ementa

A disciplina aborda os aspectos moleculares da interação e da ação farmacologia e/ou toxicológica entre moléculas de baixo peso molecular e as diferentes classes de alvos macromoleculares farmacológicos e toxicológicos relevantes como receptores acoplados a proteína g (GPCRs), receptores do tipo canal iônico, proteínas associadas a processos nucleares bem como as associadas a processos cinéticos de metabolismo, distribuição ou diretamente responsáveis por efeitos adversos comumente relacionados aos fármacos. 1. Alvos macromoleculares e interações fármaco-alvo 2. Canais iônicos como alvos farmacológicos 3. Enzimas como alvos farmacodinâmicos e quimioterapêuticos 4. Alvos moleculares nos transportes transmembranares 5. Receptores: GPCRs e outros receptores de membrana.

BASES MOLECULARES E CELULARES DA IMUNIDADE

Ementa

O curso iniciará com uma exposição abrangente sobre o sistema imunológico, incluindo a anatomia do sistema linfóide, origem dos diversos elementos celulares do sistema imunológico, principais diretrizes e estratégias de  defesa e controle de infecções. Será oferecida uma revisão sobre métodos laboratoriais para estudo dos aspectos humorais e celulares em Imunologia. Progressivamente, serão abordados aspectos básicos específicos, incluindo os mecanismos constituintes da resposta imune inata, incluindo as barreiras físicas naturais, os receptores TLR, as sequências associadas a patógenos (PAMPs) e seus respectivos receptores, bem como as vias de transdução associadas a estes. Os aspectos moleculares e celulares das células componentes do sistema imunológico (os vários tipos de linfócitos, macrófagos, células dendríticas, neutrófilos, etc) serão detalhadamente analisadas, tecendo-se paralelos de modelos animais e condições clínicas em que esses elementos possam apresentar disfunções. O complexo principal de histocompatibilidade e o impacto da genética sobre o sistema imunológico será abordado detalhadamente, utilizando-se paralelos em modelos animais e enfermidades humanas. Na seqüência será abordada a interação entre imunogenética e estímulo ambiental, pinçando-se os exemplos da febre reumática, doença celíaca e auto-imunidade associada a vírus. Os mecanismos de controle da resposta imunológica e tolerância serão contemplados em módulos focalizando os diversos tipos de células T reguladoras e a interface com a imunidade inata. Será explorada ainda a heterogeneidade fisiopatológica de síndromes clínicas auto-imunes como o lúpus eritematoso sistêmico, permitindo ao aluno uma análise crítica dos conceitos atuais de auto-imunidade. Também serão explorados os mecanismos pelos quais as imunodeficiências poderão contribuir para o entendimento de alguns tipos de manifestações auto-imunes. Finalmente, será feito um apanhado sobre as perspectivas terapêuticas abertas pelos medicamentos imunobiológicos.

BASES MOLECULARES E CELULARES DA INFLAMAÇÃO

Ementa

O curso irá abranger a fisiologia e fisiopatologia dos diferentes processos inflamatórios, sob a óptica da biologia molecular e celular. Será inicialmente oferecida uma visão geral do processo inflamatório do ponto de vista conceitual e fisiológico. A seguir serão abordados os aspectos anátomo-patológicos, detalhando-se as diferentes respostas inflamatórias aos diferentes estímulos nóxicos. Será oferecida uma abordagem do potencial dos estudos de imuno-histoquímica com identificação dos diversos elementos celulares portadores de moléculas de adesão, co-receptores, receptores, marcadores fenotípicos e de ativação celular. Esta abordagem permitirá uma noção funcional do processo inflamatório a partir do estudo anatômico dos tecidos envolvidos. Progressivamente, serão abordados aspectos específicos, incluindo moléculas de adesão, aminas vasoativas, eicosanóides, sistema do Complemento e da Calicreína, receptores de PAMPs e mecanismos citoprotetores. A abordagem integrada desses aspectos deverá permitir o entendimento da malha harmônica de mecanismos de controlam e modulam o processo inflamatório, bem como dos possíveis distúrbios em pontos específicos e de suas conseqüências para o todo. Haverá um módulo prático em que será desenvolvido um modelo animal de inflamação e exercitadas as metodologias de monitoração do processo inflamatório. Neste módulo, os alunos terão oportunidade de vivenciar o planejamento e condução de um experimento de modelos animais de inflamação e serão estimulados a formular experimentos aplicados às suas áreas de interesse. Finalmente, haverá o aspecto da pesquisa translacional, cotejado por módulos sobre aspectos aplicados da inflamação na forma de condições clínicas que envolvem a interface de inflamação e dor, asma, imunodeficiências primárias e doenças auto-inflamatórias.

COURSE INTRODUCTION TO BIOINFORMATICS - ON-LINE

Ementa

- Biological Data Acquisition: Retrieval methods for DNA sequence, protein sequence and protein structure information; Common sequence file formats. Annotated sequence databases - primary sequence databases, protein sequence and structure databases; Organism specific databases; Sequence Similarity: Local versus global. Similarity and identity. Scoring matrices. Dynamic programming algorithms, Needleman-wunsch and Smith-waterman.
- Heuristic Methods of sequence alignments (BLAST and PSI-BLAST). Multiple Sequence Alignment and software tools for pairwise and multiple sequence alignment; Gene Prediction; ORF finding; Phylogenetic Analysis, Methods of phylogenetic analysis: UPGMA, WPGMA, neighbour joining method.
- Fundamentals of protein, DNA, RNA 3D-structure, macromolecular structure determination: X ray crystallography, NMR spectroscopy, Electron microscopy (only theory), Structure formats, molecular visualization, Protein structure evolution and SCOP database, CATH domain structure database, identifying structural domains in protein, prediction of protein - protein interaction, structure comparison and alignment, structural bioinformatics in drug discovery, homology modeling, Secondary structure prediction. (Brief Project discussion).
- Drug Discovery And Computer-Aided Drug Designing: Introduction, drug discovery area, pharmacogenetics and pharmacogenomics applications, SNPs, parameters in drug discovery identification of drug target molecules, drug design and its approaches, computer-aided drug designing methods; computer aided molecular design (CAMD), ligand design methods (only theory), molecular docking programs. (Brief Project discussion).

EMPREGO DA CITOMETRIA DE FLUXO EM ESTUDOS CLÍNICOS

Ementa

O objetivo desta disciplina é fornecer conceitos práticos e teóricos sobre citometria de fluxo aplicada a pesquisa clínica e experimental.

Ao final do curso o aluno deverá ter noções básicas sobre citometria de fluxo, controles de qualidade mínimos, possíveis aplicações desta metodologia e capacidade de desenvolver um projeto empregando o método.

ESPECTROMETRIA DE MASSAS - MÓDULO I: UMA ABORDAGEM TEÓRICA E CONCEITUAL / MÓDULO II: APLICADA A ANÁLISES METABOLÔMICA, PROTEÔMICA E LIPIDÔMICA

Ementa

MÓDULO I:
Objetivos: Introduzir princípios básicos e conceituais de instrumentação e teoria de espectrometria de massas e técnicas de separações (cromatografia em diferentes fases móveis e eletroforese).
Ementa: Introdução à espectrometria de massas, sistemas de ionização de biomoléculas, principais detectores aplicados a biomoléculas, cromatografia líquida, cromatografia gasosa, eletroforese capilar, espectrometria de tandem.

MÓDULO II:
Objetivos: Discutir conceitos avançados em análises proteômicas, metabolômicas e lipidômicas.
Ementa: Princípios sobre metabolômica, proteômica e lipidômica; bancos de dados sobre proteômica, bancos de dados sobre metabolômica e lipidômica, quimiometria, aplicação de dados ômicos em biologia de sistemas, tratamento de dados e validação de resultados bioquímicos.

ÉTICA, MANEJO E CRIAÇÃO DE ANIMAIS EM LABORATÓRIO

Ementa

Esta disciplina visa oferecer ao pós-graduando a fundamentação teórico-prática do manejo e criação de animais de laboratório para pesquisa, envolvendo os aspectos éticos relacionados à pesquisa biológica.

FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO

Ementa

Conceitos fundamentais em atividade física e exercício; célula muscular; ajuste da produção de ATP à demanda; mecanismos de controle do movimento; fisiologia do sistema respiratório; ajustes e adaptações do sistema respiratório ao exercício; fisiologia cardiovascular; ajustes e adaptações do sistema cardiovascular ao exercício; bases fisiológicas dos testes de avaliação da aptidão física; testes de avaliação aeróbia; testes de avaliação anaeróbia, testes de desempenho muscular; modelos de investigação científica fundamental e aplicada.

GENÔMICA, PROTEÔMICA, LIPIDÔMICA E METABOLÔMICA

* Disciplina obrigatória no Programa

Ementa

A genômica, proteômica, metabolômica envolvem diferentes metodologias que incluem a análise descritiva, estrutural e funcional das moléculas avaliadas. O entendimento e conhecimento dos princípios e técnicas envolvidos na genômica estrutural e funcional, proteômica, metabolômica, estudos de estrutura molecular associados a espectroscopia, microscopia e imunohistoquímica são guiados pela necessidade de interpretar, identificar e quantificar peptídeos, proteínas, hormônios, entre outros compostos biológicos funcionais e também drogas contribuindo para o avanço da pesquisa biomédica e biológica aplicada, permitindo a realização de projetos de pequeno e grande porte, auxiliando no desenho experimental e até na execução futura dos ensaios. Na genômica o conhecimento dos princípios e das técnicas permitirá desenhar, aperfeiçoar e estabelecer reações de polimerização em cadeia (PCR), genotipagem para a detecção de polimorfismos e variantes alélicos. O conhecimento de técnicas de coleta e análise de dados de alta capacidade, tais como microarrays, seqüenciadores, analisadores das interações entre biomoléculas, permitirá o questionamento simultâneo do estado dos componentes de uma célula a qualquer tempo, bem como análise de tecidos. Já na proteômica, a investigação do perfil protéico da doença e também o estudo estrutural e seleção de novas moléculas tornará fácil a identificação das proteínas que podem ser sub ou supra reguladas num determinado modelo experimental. Na análise proteomica são utilizadas técnicas, tais como, focalização isoelétrica, eletroforese bidimensional, revelação dos pontos protéicos e digestão dos mesmos, espectrometria de massa Tof-Tof para identificação dessas proteínas e uso da informática para confirmação em bancos de dados. O clínico poderá utilizar diferentes análises proteômicas nos diferentes estágios do gerenciamento de uma doença, afetando assim a prática clínica com grande impacto para o paciente, incluindo detecção precoce da doença usando análise proteômica de fluidos do organismo; diagnóstico baseado em assinaturas proteômicas como complemento da histopatologia; seleção individualizadas de combinações terapêuticas alvo para um paciente baseado na interação proteína específica-doença; acessar a eficácia terapêutica e toxicidade em tempo real e redimensionamento racional da terapia baseada em mudanças no papel de uma proteína numa determinada doença associada a resistência de uma droga. O perfil metabólico de fluidos biológicos e tecidos (metabolômica) poderá fornecer um panorama da abundância de metabólitos endógenos para complementar a transcriptomica e a proteomica monitorando assim as respostas celulares nas doenças e tratamentos com drogas. A análise da estrutura molecular, espectroscopia, microscopia e imunohistoquímica complementarão a caracterização de novos compostos biológicos fornecendo um impulso vital para o desenvolvimento de novos biomarcadores e auxiliando a nova geração de pesquisadores em área biológica, fornecendo ferramentas para a descoberta de novos biomarcadores e screening de novas drogas candidatas.

GESTÃO BASEADA EM EVIDÊNCIAS

Ementa

O curso de Gestão Baseada em Evidências, na modalidade EaD, visa apresentar aos estudantes os principais cenários da medicina baseada em evidências que possa configurar as bases do conhecimento para uma tomada de decisão com base em comprovação (evidência) científica. Objetivo: Ao final deste módulo os alunos deverão ser capazes de: - Conhecer os princípios de gestão baseada em evidências; - Dominar as técnicas e métodos da medicina baseada em evidência; - Acessar a literatura especializada da área. Conteúdo Programático: - Princípios básicos da gestão baseada em evidências; - Pergunta e fonte de informação; - Ensaio clínico randomizado; - Estudos observacionais; - Diagnóstico; - Revisão sistemática; - Estudos de avaliação econômica; - Evidência e recomendação científica. Estratégias de Ensino: - Encontros Assíncronos; - Apreciação/Leitura de material/textos/artigos temáticos; - Discussão assíncrona das temáticas propostas com os colegas e professor; - Resolução de exercícios/atividades. Estratégias de Avaliação: - Resolução semanal de exercícios/questionário no AVA (50% nota final); - Avaliação somativa (prova) com 10 (dez) questões objetivas ao final do curso. (50% nota final). Será aprovado o aluno que tiver frequência (mensuradas pelo acesso ao ambiente virtual) igual ou superior a 75% e nota igual ou superior a 7,0 (sete).

GRAND ROUND SEPSE - MÚLTIPLOS OLHARES INTEGRANDO ASSISTÊNCIA E PESQUISA NA SEPSE

Ementa

O problema: Sepse é definida como disfunção orgânica grave, potencialmente fatal, causada por uma resposta inadequada ou desregulada do hospedeiro à infecção (Singer et al. 2016). É uma das principais causas de morbidade e mortalidade em todo o mundo, com uma estimativa de mais de 30 milhões de casos por ano com potencialmente 5,3 milhões de mortes (Fleischmann et al. 2016). O impacto da sepse pode ser maior em países em desenvolvimento (Adhikari 2010), conforme ilustrado pelos achados de que um terço dos leitos de terapia intensiva no Brasil foi ocupado por pacientes sépticos, com taxa de mortalidade de 55,7% (Machado et al. 2017). De complexa patogênese e com elevada mortalidade, a sepse desafia cientistas, médicos e profissionais de saúde para compreenderem seus processos e definirem intervenções que salvam vidas. Proposta: Reunião Multidisciplinar de Sepse, confrontando os desafios cotidianos da assistência ao paciente séptico com os avanços da pesquisa científica. Modelo: Apresentação de caso clínico (15 min + 5 min discussão). Apresentação de artigo de pesquisa básica / translacional (15 min + 5 min discussão). Apresentação de artigo de pesquisa clínica (15 min + 5 min discussão). Periodicidade: reuniões mensais.

MÉTODOS DIAGNÓSTICOS EM DERMATOLOGIA

Ementa

O curso pretende abranger ferramentas não invasivas e a utilização de métodos que dependem da biópsia de pele como meios auxiliares para diagnóstico das doenças cutâneas, visando atenção às necessidades dos pacientes no que concerne ao tratamento correto. Além disso, tais métodos são fundamentais na pesquisa clínica em Dermatologia como parâmetros de eficácia e segurança de medidas terapêuticas. Serão abordados, em atividades teóricas e práticas, os seguintes temas: medidas instrumentais não invasivas, tais como: corneometria, profilometria, sebumetria, colorimetria e ultrassonografia de alta resolução, na avaliação da barreira cutânea, estrutura dérmica e profundidade de tumores; dermatoscopia, mapeamento corporal e microscopia confocal, voltados principalmente para lesões pigmentadas; exame micológico direto e cultura para fungos na elucidação de micoses superficiais e profundas; exame histopatológico de uso rotineiro em Dermatologia; imunohistoquímica, particularmente na elucidação de tumores de difícil diagnóstico; exame citológico (útil no diagnóstico das viroses e doenças bolhosas), bacterioscópico e cultura para bactérias (na infecções bacterianas superficiais e profundas); baciloscopia, testes de sensibilidade e sorologia para hanseníase; fotografia, de uso rotineiro e obrigatório em Dermatologia; capilaroscopia aplicada às colagenoses e distúrbios vasculares; imunofluorescência direta e indireta em pênfigos e colagenoses; novos métodos diagnósticos e biomarcadores na Dermatologia em geral. O curso destina-se a médicos e não médicos, da área das ciências da saúde.

ONCOLOGIA CLÍNICA

Ementa

Descrição:

A Oncologia Clínica é uma área da medicina em rápida e franca expansão. As inovações e tecnologias cada vez mais crescem em prol da melhoria do tratamento do paciente com câncer, como as terapias moleculares, terapias alvo e, agora mais recentemente a imunoterapia. Além disso, novos biomarcadores também são importantes para este processo. Esta disciplina torna-se de extrema importância para a medicina translacional no sentido de proporcionar conhecimentos e troca de ideias para projetos inovadores na área do tratamento do câncer.

Objetivos:

  • Descrever os princípios gerais da oncologia clínica
  • Entendimento das bases moleculares da carcinogénese
  • Compreender os princípios do tratamento sistêmico anti-neoplásico
  • Compreender os processos envolvidos no diagnóstico, estadiamento e planejamento do tratamento dos pacientes oncológicos
  • Discussão de casos clínicos em reuniões multi-discplinares (Tumor Boards)
  • Visão clínica e fisiopatológica dos principais tipos de tumores malignos
  • Compreender a importância dos biomarcadores preditivos e prognósticos em oncologia
  • Obter uma visão geral da fármaco-economia em oncologia

Programa:

  1. Princípios da oncologia e do tratamento sistêmico
  2. Farmacologia dos anti-neoplásicos
  3. Princípios da biologia molecular das células malignas
  4. Bioestatística em oncologia
  5. Câncer de Pulmão
  6. Câncer de Mama
  7. Tumores Malignos Ginecológicos
  8. Câncer de Próstata
  9. Tumores malignos urológicos não-próstata
  10. Câncer do Trato Gastro-Intestinal Superior
  11. Câncer colo-retal
  12. Câncer de pele e sarcomas
  13. Tumores do sistema nervoso central
  14. Imunoterapia e controle de toxicidades
  15. Princípios da farmaco-economia na tomada de decisão em oncologia
  16. Emergências oncológicas
  17. Estágio observacional no ambulatório de oncologia clínica da UNIFESP
  18. Avaliação final (trabalho ou comentário de artigo científico)

ONCOLOGIA TEGUMENTAR

Ementa

Ementa: os seguintes temas serão abordados: neoplasias malignas cutâneas e mucosas. Carcinogênese, Fisiopatologia, Epidemiologia, Diagnóstico e Tratamento.
Objetivos: promover o conhecimento das principais doenças neoplásicas tegumentares, capacitar o aluno a conduzir uma reunião de discussão de artigos científicos.
Apresentação: curso teórico no modo remoto. Aulas expositivas, discussão sobre temas preparados pelos alunos, por meio de revistas científicas.
Avaliação do aluno: será por meio da participação dos alunos nas discussões de artigos científicos.

SEMINÁRIOS EM PESQUISA E MEDICINA TRANSLACIONAL

* Disciplina obrigatória no Programa

Ementa

Trata-se de Disciplina cujo foco é explorar com os alunos aspectos conceituais e metodológicos fundamentais para o entendimento de pesquisa translacional a partir de modelos biológicos que tiveram percurso de sucesso no desenvolvimento e validação de novas tecnologias em saúde. Neste sentido, através de seminários dos alunos e discussão de artigos, serão abordados temas envolvendo estratégias de caracterização de mecanismos moleculares e celulares de processos patológicos, assim como o aproveitamento destes conhecimentos no delineamento de projetos de pesquisa clínica para a validação de novas tecnologias em saúde. Esta também será a oportunidade de integrar os alunos com a produção científica mais relevante e linhas de pesquisa consolidadas dos diferentes orientadores do programa.

TÉCNICAS DE PLANEJAMENTO RACIONAL DE FÁRMACOS

Ementa

A disciplina aborda as fontes de obtenção de fármacos e compostos bioativos, bem como as técnicas atualmente aplicadas na descoberta e planejamento racional de compostos “sob medida” para determinadas aplicações terapêuticas (Técnicas de Screening, Modificações Moleculares, Planejamentos baseados no alvo e no ligante e técnicas in silico). Aborda, ainda, tendências no desenvolvimento de fármacos e o impacto deste setor sobre a economia das nações.

TRATAMENTO DE DADOS METABOLÔMICOS NON TARGETED

Ementa

Objetivos: Tratamento de dados oriundos de análises metabolômicas non targeted obtidas em experimentos por espectrometria de massas e ressonância magnética.

Ementa: Fornecer ao aluno conhecimento sobre tratamento de dados visando à análise a partir da extração dos dados, tratamento estatístico e identificação dos metabólitos em bancos de dados.

Pré-tratamento de dados (Filtração da matriz de dados, Padronização de dados: Normalização, Escalonamento, Transformação e Substituição de valores ausentes).

Tratamento de dados (Análise multivariada não supervisionada vs. supervisionada, validação dos modelos, análise univariada, análise de correlação, interpretação do Heat map).

Anotação (Identificação de metabólitos, anotação experimental com ESI-MS, bancos de dados para metabolômica, CEU Mass Mediator).

Artigos Relacionados - Informes

03 Abr 2017 19:53

El Curso de Post-Doctorado tiene por objetivo profundizar el conocimiento profesional, promover la competencia [ ... ]

Informes
31 Mar 2017 18:13

Para maiores informações sobre os orientadores envolvidos nestas Linhas de Pesquisa, consulte [ ... ]

Informes
03 Abr 2017 19:46

El Curso de Doctorado tiene como objetivo profundizar la formación del investigador, con habilidad [ ... ]

Informes

© 2013 - 2022 Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Rua Botucatu, 740, 5º andar, sala 562, Edifício Octávio de Carvalho - Vila Clementino • CEP 04023-062 - São Paulo - SP 

+55 11 3385-4100 Ramal 3027 / +55 11 5576-4228 • ppg.medicinatranslacional@unifesp.br